Pular para o conteúdo principal

Postagens

Enviada do céu

Por detrás de uma represa de emoções
Deus criou o teu sorriso
Pois era belo demais para ser tão franco

Ninguém resistiria a tamanho brilho
Então o Criador o fez raro
Digno apenas daqueles que fazem por merecer contemplá-lo

Por mais duras que sejam as provações
Por mais intransponíveis que pareçam os obstáculos
O sorriso permanece lá
Pronto para surgir ao primeiro sentimento genuíno de afeto e confiança

Sorte daqueles que o vislumbram
Pois este sorriso rompe todas as barreiras e liberta a alma
Levando embora consigo toda a dor do mundo
Nem que seja por alguns eternos segundos

Para N.

Entrelinhas

A menor distância é uma reta Porém medidas convencionais não se aplicam Quando o assunto é a alma
Mesmo separados fisicamente Os elos que nos conectam são fortes Presentes em cada gesto, cada palavra
Entre uma vírgula e um ponto Uma imagem e um som Podemos decifrá-las de maneiras distintas
Mas nas diferenças, parecemos Nas discordâncias, concordamos Nas confusões, entendemos
O que a mente diz quando a boca fala? O que o coração ouve, quando o ouvido escuta? O que o corpo sente quando a mão toca?
Não procuramos respostas idênticas Longe disso! Na diversidade a gente se acerta
Nas entrelinhas a gente se completa

Dedico este poema a uma amiga muito especial que hoje faz aniversário. Parabéns, E.